Eventos (Mais) Ecológicos #1

Eventos (Mais) Ecológicos #1

Como sabem a preocupação com o ambiente é um tema importante para nós e por isso queremos ir apresentado algumas alternativas para tornarem os vossos #eventosmaisverdes

Algumas das dicas que vamos dar serão transversais a qualquer tipo de evento e outras mais específicas e aplicáveis aos casamentos. 

Não somos fundamentalistas. Para nós o importante neste tema é que estejam na posse de toda a informação, para que possam decidir o que faz mais sentido para vocês, em consciência. 

 

Falemos dos convites.

 

A verdade é que habitualmente inspiram o restante estacionário e que por vezes são muito valorizados, mas é algo que se multiplica pelo número de convidados e que, por vezes, é esquecido após o evento (ou mesmo antes. Quem não tem aquele amigo mais distraído que nunca sabe onde tem as coisas?).

O convite dá também o mote para o que será o estilo do casamento, por isso, se para vocês a sustentabilidade é um ponto que irá marcar as vossas escolhas, nada como começar por anunciá-lo aos vossos entes queridos na forma como o convite é feito.

Mas então, como fazer? Falamos simplesmente com as pessoas, e abdicamos de uma oficialização do convite? É uma opção, mas podem entregar algo mais eco friendly

As alternativas são imensas e partilhamos convosco algumas.

Optem pelo virtual, por exemplo:

Um vídeo: contem a vossa história; façam algo divertido ou convidem aqueles que mais gostam de forma personalizada. Usem a imaginação!

Uma montagem: partilhem uma fotografia vossa em conjunto com a boa-nova ou até uma fotografia com a pessoa ou família que estão a convidar;

♡ Mantenham o conceito que imaginaram para o convite, mas concretizem-no em formato digital. Tudo é possível!

Para os mais tradicionais ou se têm muitos convidados que não estão tão familiarizados com os meios digitais e não podem mesmo abdicar do formato físico, optem por papel reciclado ou reutilizem materiais.

 

E o arroz nos festejos pós cerimónia?

 

Queremos confidenciar que não somos fãs dessa opção. Para além do desperdício que acarreta, existem locais que proíbem o lançamento por ser difícil de limpar e sabemos até de alguns casais não saíram ilesos desse momento. 

Temos algumas alternativas na manga que achamos tão ou mais giras:

Pétalas: Frescas ou secas, conforme a preferência do casal – muitas vezes são sobras de arranjos que os(as) floristas tiveram ao longo da semana, por isso são económicas e uma forma de aproveitamento;

Bolhas de sabão: Com sabão ecológico. E podem personalizar os recipientes para ser a vossa lembrança para os convidados; 

Varinhas da felicidade: Um pauzinho, com uma ou várias fitas penduradas e um guizo. Para além de poderem ser utilizadas no final da cerimónia, são também uma alternativa para pedir que o casal se beije, como é comum no momento da refeição, sem causar danos à loiça; 

Confettis (ecológicos): Podem fazer vocês próprios uma espécie de confettis, cortando folhas caídas com um furador. São biodegradáveis e o efeito é mantido. Existem também, já à venda, exemplares mais amigos do ambiente, feitos de sementes.

 

E a comida?

 

Abordemos também este assunto, nomeadamente no que diz respeito a excedentes alimentares.

É muito comum, no que a eventos no geral e casamentos em particular diz respeito, ouvir-se a expressão “mais vale a mais do que a menos”. Tudo certo, não queremos ninguém a passar fome, até porque comidinha é também um tema muito apreciado por nós. 🙂

No entanto é mais que sabido que vão existir sobras, especialmente do buffet.

Se já sabemos que vai (muito provavelmente) acontecer, podemos definir desde logo um plano para o que fazer com o que não for consumido no dia.

Deixamos três alternativas:

Doem a uma associação! Saibam se o espaço tem acordo com alguma entidade que possa recolher os alimentos. Felizmente está a tornar-se frequente os espaços terem essa preocupação. Caso ainda não tenham nenhuma parceria nesse sentido, perguntem se podem vocês contactar uma associação da vossa preferência;

♡ Distribuam pelos convidados; peçam desde logo, pelo menos ao núcleo mais próximo, que vão equipados com recipientes (reutilizáveis!) para levarem o que sobrar;

Continuem a festa no dia seguinte! É prática comum e uma ótima opção. Convidem as pessoas mais próximas a juntar-se a vocês no dia seguinte. A refeição já está pronta e é uma forma de prolongar este momento de alegria!


Estes são apenas os primeiros temas que queremos abordar nisto dos #eventosmaisverdes. Há muitos outros momentos em que podemos (e devemos!) pensar em alternativas mais sustentáveis. Também têm este tipo de preocupação? Há algum tema em particular que gostassem de ver abordado?